Rua Padre Antônio Vieira, 215 América - Joinville/SC
(47) 3435-3541
(47) 99154-8938

Qual o custo de um bom projeto de engenharia?

Seja no rádio, televisão ou internet quase todo mundo já ouviu ou leu aquela velha frase dita em anúncios de uma grande empresa de tubos e conexões brasileira: “Tubos e conexões custam só 3% da obra”, mas e um bom projeto de engenharia, quanto custa afinal?
Segundo tabela de honorários do SENGE/SC – Sindicato dos Engenheiros do Estado de Santa Catarina – estima-se que o custo dos projetos complementares, que são aqueles necessários além do projeto arquitetônico, tenham valores variando entre 2,8% à 5,6% do custo total da obra, ou seja, para uma obra em que pretendemos gastar um total de, digamos, R$ 300.000,00, os valores investidos com projetos complementares ficariam em torno de, R$ 8.400,00 à R$ 16.800,00, sendo essa uma estimativa de valores.
Entretanto, é realmente complicado, por muitas vezes, desembolsar esses valores, quando procuramos um engenheiro como principal objetivo ter a nossa obra, edificada, desprender esses montantes, por “simples” projetos, muitas vezes pode “doer” no bolso. Soma-se a isso o fato de que o que se enxerga no mercado, é uma grande variação, muito além dos percentuais citados acima, seja pela inexperiência dos profissionais que orçam tais serviços, seja simplesmente pela concorrência do mercado.
Essa visão dos projetos, como uma parte dissociada da obra, como um custo a mais no orçamento total que desprenderei para conseguir realizar o meu empreendimento, traz sérias consequências consigo, o projeto deve ser sempre visto como parte integrante da obra, afinal, por que investimos por muitas vezes em revestimentos, louças ou metais de alta qualidade e contratamos nossos projetos, tendo como único critério o preço mais barato? Investir em um bom projeto é garantia de retorno e economia na obra.
Os custos de um projeto mal dimensionado são muitos e recorrentes. Pesquisas apontam, que nos sistemas hidráulicos de edificações – redes de água e esgoto – as principais falhas são entre 36% e 49% das vezes causadas por erros de projeto, aquela velha máxima de colocar a culpa no pedreiro ou encanador por um vazamento, falta de pressão nos chuveiros ou cheiro ruim voltando do ralo, perde sua força como podemos ver! Em se tratando de instalações elétricas – eletrodutos, tomadas, interruptores, etc. – uma boa parte dos problemas é devida a falta de detalhamento e atrasos na entrega dos projetos executivos, disjuntores que ficam “caindo” e curto-circuitos também podem ser sintomas de falha no projeto elétrico. Já os cálculos estruturais superdimensionados, com elementos com dimensões maiores que o necessário exigido pelas cargas do projeto, geram um aumento no consumo de concreto, aço, madeiramento e mão de obra, itens esses que tem grande peso no custo de uma edificação.
Os problemas gerados por projetos ineficientes são muitos como podemos ver, retrabalhos na obra, desperdício de material, atrasos, perda significativa de qualidade do produto final, a lista é enorme. Um projeto com valores 50% por cento abaixo do recomendado pelo SENGE/SC gerariam na obra citada acima uma redução de 1,4% à 2,9% do custo total, algo em torno de R$ 4.200,00 e R$ 8.700,00, porém esses valores seriam facilmente suplantados pelos gastos gerados por uma parte somente dos problemas anteriormente!
Como contratar então um bom projeto? Como saber a diferença entre um profissional capacitado e um não? Algumas dicas na hora de escolher um profissional são:
– Procure profissionais com experiência reconhecida;
– Um profissional com bom portifólio;
– Procure informar-se sobre projetos entregues de um profissional com seus clientes antigos e com outros profissionais com que ele já tenha trabalhado.
– Desconfie de preços muito abaixo do praticado no mercado;
– Verifique se o seu projetista tem registro válido no CREA.
No fim, lembre-se que é através de um projeto que o seu empreendimento toma forma e torna-se realidade, a qualidade final da sua casa, prédio ou comércio é ditada pela qualidade do projeto. Investir em um bom projeto é sinônimo de satisfação, economia e eficiência!

Add a Comment

Your email address will not be published.